R$180,00

“Você pediu”….pois é, está de volta ao nosso estoque um dos discos de maior demanda do nosso catálogo. E pra atender essa lista de espera enorme, acabamos de tirar do forno essa nova tiragem limitada em vinil preto, capa simples + encarte com fotos e ficha técnica. Você não vai querer ficar fora dessa, vai? Aproveite!

Em 1998, Marcelo D2 já era um artista conhecido nacionalmente pela sua banda Planet Hemp. Apresentava uma música subversiva mesclando rock, rap e ragga, com um discurso a favor da legalização da maconha e vinha fazendo barulho no cenário brasileiro desde o início dos anos 90.

No entanto, a fim de explorar novos ares e com ideias avançadas na cabeça, optou por lançar um álbum solo mais focado nas batidas do rap, inspirando-se na prolífica cena underground do hip-hop norte-americano. Ao mesmo tempo, sua proposta foi trazer uma identidade brasileira para este som, misturando o hip-hop com o samba. Nada do samba clichê. Com a colaboração dos produtores DJ Nuts e Zé Gonzales, o artista foi bem mais fundo.

Trabalhando com a magia dos samples recortados, deu novos ares ao samba, desde o tradicional grupo Fundo de Quintal, passando pelos afro-sambas de Baden Powell e Vinicius de Moraes até a elegância do samba-jazz do Zimbo Trio. E não parou por aí… Trouxe para o estúdio nomes lendários da música brasileira como os pianistas João Donato e José Roberto Bertrami (do trio Azymuth) e o baterista Dom Um Romão. Cercou-se ainda de sua família do Planet Hemp com participações vocais marcantes dos amigos e companheiros de estrada B.Negão, Black Alien, Speed Freakz e Jackson, além da colaboração do rapper nova-iorquino Shabazz The Disciple. Com isso, Marcelo D2 lançou um dos álbuns mais sofisticados do rap brasileiro naquele momento: “Eu Tiro É Onda”.

Mais de vinte anos se passaram e o álbum “Eu Tiro É Onda” tornou-se um clássico do rap nacional e também uma relíquia, já que não se acha mais nas lojas e nem nas plataformas de streaming. Até agora…

O selo Somatória do Barulho, especializado em lançamentos e relançamentos da música brasileira em vinil, está trazendo este clássico de volta ao mercado. A nova prensagem teve o áudio remasterizado a partir das fitas originais, cedidas gentilmente pelo lendário Mario Caldato Jr.. O vinil foi produzido na Europa com tiragem limitada de 1000 cópias. O projeto gráfico estampa fotos originais e inéditas da fotógrafa Dani Dacorso (que acompanhou todo o processo de gravação do disco), com design dos irmãos grafiteiros Skola.

Por Daniel Tamenpi (Só Pedrada Musical)

4 in stock


Additional information
Weight 0.5 kg
Dimensions 33 × 33 × 3 cm